Ministro da Economia e Finanças interage com membros do Conselho Directivo Alargado da AT

Ministro da Economia e Finanças interage com membros do Conselho Directivo Alargado da AT

O Ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane trabalhou, na semana finda, na Autoridade Tributária de Moçambique, com vista a se inteirar do decurso das actividades desta instituição, responsável pela colecta de receita, que por lei é de sua tutela.

Nesta deslocação, Maleiane reuniu-se com os membros do Conselho Directivo alargado da AT, onde, de entre vários assuntos apontou alguns desafios que devem constituir prioridade para a instituição, nomeadamente: Arrecadação da Receita para a Sustentabilidade Orçamental vs Redução do Défice Orçamental, Reflexão do IVA vs Gestão de Reembolsos, bem como a Gestão das Receitas Próprias e Consignadas.

No que tange ao IVA, Maleane exortou a AT a reflectir, não apenas no processo de cobrança, mas também, no que tange a taxa aplicada ser ou não a mais adequada, tendo em conta o contexto nacional e regional, e em que medida se pode ter um IVA mais eficiente e menos trabalhoso e, que acima de tudo, não traga despesa para a instituição.

Fazendo juiz as recomendações do ministro, Amélia Nakhare, a quando do seu discurso de abertura no retiro da DGI, realizado recentemente em Moamba, frisou que as recomendações deixadas pelo timoneiro da Economia e Finanças devem ser amplamente discutidas de modo a constar como prioridade nas acções da instituição.